5 erros na carreira para evitar a todo custo

Lupa - Nestle - 728 x 90

O Emprego & Notícia listou os erros mais comuns com os quais os profissionais são acometidos no plano de sua carreira:

1. Se intimidar

Quando se trata de salário, cargo ou porte da empresa, as pessoas são intimidadas demais por entrevistadores, com medo de pedir o que querem em todas as etapas do processo de entrevista.

Essa persistente falta de confiança é a questão do número 1 com a qual os candidatos sofrem quando se trata de se valorizar efetivamente.

2. Dizer não para si mesmo

Por você não sentir que tem as qualificações descritas nas vagas, você acaba não indo à entrevista ou até mesmo deixando de se candidatar à vaga. Essa contínua falta de autoconfiança através da autodiscriminação, combinada com a obsessão de cumprir os requisitos até a última gota, prejudica os bons profissionais de alcançar sucesso na carreira.

Muitos candidatos tentam seguir todos os requisitos. Eles não entendem que a busca de emprego é como uma batalha. Não há regras na busca de emprego! É por isso que, muitas vezes, profissionais nem tão qualificados recebem as melhores propostas de trabalho. Eles entendem a batalha e “dançam conforme a música”.

3. Não entender o novo processo de busca de emprego

Existem quatro grandes agentes que você precisa saber como manobrar e negociar. A pessoa de RH, a gerente da contratação, a headhunter e a recrutadora interna. Cada pessoa tem um protocolo, processo e interação ligeiramente diferente. Você deve se comportar em conformidade.

Além disso, o processo de pesquisa de emprego não é mais apenas procurar empregos na internet e aguardar um contato. O novo processo é: criar seu currículo como um profissional de marketing seja qual for a sua área, ter contatos (a rede LinkedIn é importante nesse processo) e promover o seu perfil às quatro pessoas de contratação mencionadas acima seja diretamente no RH das empresas ou no LinkedIn.

4. Tornar-se um pato

O pato é uma ave que nada, anda e voa, mas não faz nada com excelência. O problema mais perigoso que os candidatos se deparam com esse comportamento é o de limitarem seriamente seu valor de mercado.

As empresas não mais valorizam os “soldados”, aqueles dispostos a fazer qualquer ação por seu salário. Elas querem profissionais, especialistas e verdadeiros mestres da indústria e do trabalho vertical. Elas precisam desses especialistas para se manter vivas ​​e ficarem à frente de sua concorrência.

Os profissionais já não estão dispostos a trabalhar para uma empresa nos próximos 25 anos, e isso é uma valiosa característica.

As empresas querem verdadeiros líderes de mercado. Isso significa que a especialização e a experiência dentro de uma habilidade de nicho não são apenas importantes, mas deve-se continuar a ser um profissional relevante e desejável pelo mercado.

5. Não ter nenhum plano financeiro ou ambicioso

A maioria dos profissionais esquece que eles trabalham em grande parte para ganhar a vida. Como a maioria das pessoas acumula maus hábitos de gastos todos os anos, as pessoas confiam cada vez mais em seus empregos para manter o seu estilo de vida. Esta relação dependente é fora de controle e por sua profunda dependência do seu salário, você só enxerga em linha reta, e muito menos se permite encontrar uma carreira que você realmente goste!

Na maioria desses casos, os profissionais tendem a trabalhar simplesmente para perseguir o dinheiro, perdendo todo o significado e paixão pelo que eles estão trabalhando. O significado da carreira, o propósito e o comportamento ético rapidamente ficam no caminho quando confrontados com a ganância financeira.
Esta é a causa número 1 de fraude corporativa, corrupção, (lembre-se do filme O Lobo de Wall Street, Enron e Bernie Madoff). A ganância individual polui as culturas corporativas atraindo pessoas que estão nelas apenas por dinheiro.

Carreira: o pato é uma ave que nada, anda e voa, mas não faz nada com excelência. (imagem: pixabay)
Carreira: o pato é uma ave que nada, anda e voa, mas não faz nada com excelência. (imagem: pixabay)

 

Resumo

Os problemas de carreira não são simplesmente uma mistura dos estressores do seu trabalho. Seus problemas, fraquezas e vícios pessoais, financeiros e profissionais, todos se juntarão contigo se você baixar sua guarda ou se afastar do caminho justo do comportamento moral.

Fique à frente do jogo, aprendendo, criando redes e falando com especialistas em carreira, colegas, mentores e influenciadores que tenham o conselho certo para orientá-lo.

Os pais, embora bem-intencionados, são de uma geração anterior com dinâmicas de mercado muito diferentes e compreensão do que é preciso para ter sucesso nos próximos 30 anos. Suas estratégias, enquanto úteis para eles em seu apogeu, podem não funcionar para você.
Tome o que as pessoas de uma geração mais velha dizem com um enorme grão de sal.

 

Leia também:

Veja vagas de emprego.

Programas de estágio abertos.

Programas de trainees.

Programas para jovem aprendiz.

 

Lupa - Nestle - 728 x 90