Programa Ciência sem Fronteiras: bolsas no Canadá

Lupa - Nestle - 728 x 90

O Programa Ciência sem Fronteiras busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

Para participar, o aluno precisa acompanhar o calendário de bolsas de graduação e pós-graduação no site do Programa Ciência sem Fronteiras.

Programa Ciência sem Fronteiras
Programa Ciência sem Fronteiras oferece bolsas de pós-doutorado no Canadá

Programa Ciência sem Fronteiras: Bolsas de Pós-Doutorado no Canadá

O CNPq, a Vale e a Mitacs oferecem 10 bolsas de pós-doutorado no Canadá a recém doutores brasileiros, com alto potencial e desempenho acadêmicos, que pretendam desenvolver seu projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I) em instituições canadenses parceiras da Mitacs. As bolsas de pós-doutorado serão apoiadas nas seguintes áreas de conhecimento:

  • Biodiversidade e Conservação
  • Ciências Climáticas
  • Ciência Ambiental
  • Desenvolvimento Sustentável
  • Energias Renováveis
  • Engenharias
  • Engenharia de Minas
  • Engenharia Ambiental
  • Geociências Marinhas
  • Geologia
  • Geofísica
  • Geomecânica
  • Hidrogeologia
  • Processamento Mineral e Engenharia Metalúrgica
  • Redes Inteligentes (Smart Grids)
  • Sistema de Informação Geográfica (GIS) e Sensoriamento Remoto
  • Tecnologia de Carvão

Requisitos:

  • ter nacionalidade brasileira ou se estrangeiro possuir visto de permanência no Brasil;
  • possuir o título de doutor a não mais de 5 (cinco) anos, quando da implementação da bolsa;
  • dedicar-se integralmente às atividades programadas na instituição canadense de destino;
  • não acumular a bolsa de pós-doutorado com outras bolsas concedidas com recursos do
    Tesouro Nacional;
  • para ex-bolsista de doutorado no exterior de agência nacional, observar o tempo mínimo
    de permanência no Brasil exigido pela agência. Se Servidor Público Federal deverá ser
    observado o disposto na Lei 8.112/90;
  • cumprir interstício mínimo de 3 (três) anos entre dois Pós-Doutorados no exterior com
    bolsa do CNPq; e
  • a existência de alguma inadimplência do candidato com a Administração Pública Federal,
    Estadual ou Municipal, direta ou indireta, constituirá fator impeditivo à concessão da Bolsa.

Como se inscrever:

A candidatura à bolsa deverá ser feita, exclusivamente, via Plataforma Carlos Chagas no link a seguir:

http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/en/web/csf/pos-doutorado1

Data limite para submissão das propostas 24/05/2016.

Divulgação dos resultados na página do CNPq na internet A partir de 15/09/2016.

 

Lupa - Nestle - 728 x 90